Um pouco da minha verdade

Fonte da imagem: https://unsplash.com


Sabe, já faz um tempo que a gente deveria conversar, as coisas não fluíram como a gente queria e está  difícil de aguentar; O tempo passa e as pessoas mudam, umas mais que as outras, então vou falar logo de uma vez, porque se fosse comigo, gostaria que fosse assim.


Eu quero terminar, e antes que diga qualquer outra coisa peço que não me interrompa e  me deixe chegar ao fim.

Eu quero abar com isso, não sei bem o é , mas eu quero o fim, você diz que é meu namorado mas francamente em dois meses não tem como nos tornarmos namorados, tudo isso foi um erro, se quiser falo cada um deles por ordem alfabética ou cronológica, mas para encurtar prefiro falar apenas os mais importantes. Comecemos então...

A dois meses atras nós eramos completos desconhecidos, não que agora saibamos tudo um sobre o outro, pois bem, nos conhecemos e eu vi em você algo a mais, esse foi meu primeiro erro, logo em seguida saímos, fomos ao shopping, ao cinema, até aquela pracinha onde demos nosso primeiro beijo. Todos os dias eu voltava de ônibus junto a você, meu pior erro, sendo que perdi cerca de quatro horas todo dia porque você mora do outro lado da cidade, mas ainda estávamos em flores e amores, porém logo você se tornou controlador, sendo que em todos os meus pensamentos você queria me mudar, alterar quem eu sou, isso me irritou, me irritou de tal forma que me fez te odiar, meus sentimentos, todos, por você foram parar na lixeira. Sou uma pessoa livre, que odeia mais que tudo ser presa, já você é um tipo de pessoa cadeia, quer aprisionar qualquer um que te dê um pouquinho de atenção, deixa eu te contar, tem gente que odeia isso.

Como isso aconteceu eu acabei vendo o seu real lado, sua máscara foi arrancada, e bem, eu não gosto nem um pouco desse seu ''eu'', não gosto de como ri, não gosto da sua cara de deboche que faz toda vez que estou defendendo o meu ponto de vista, que na maior parte das vezes é algo que você não concorda, e eu odeio mais que tudo a forma que tenta me mudar.

Toda vez que fico próxima a você meus sentimentos e pensamentos se acalmam e eu saio da minha forma de ser, minha sintonia : Impulsiva, Alegre, Agitada, VIVA! E é claro que eu me irrito por não aparentar ser quem eu sou você diz que na verdade esse ser ''calmo'' é quem eu sou de verdade e deveria ficar feliz por descobrir isso com você porque ninguém mais me deixa dessa forma.

Agora eu te respondo, não, esse ser não sou eu, eu sei exatamente quem sou, afinal convivo comigo mesma desde o dia em que nasci, isso são quase duas décadas, e você acha que me conhece? Estamos nos conhecendo a dois meses, por favor, apenas pare. 

Você é um controlador e deveria se tratar,  isso não é romântico, muito pelo contrario é repugnante e triste, eu quero ser como eu bem entender, não quero realizar seus sonhos pensando que são meus, porque nossas vontades são bem distintas. Você não acredita? Eu te provo.

Você quer formar uma família, casar, ter filhos, um cachorro todo aquele sonho de comercial de margarina onde a família é perfeita e feliz. Eu prefiro a solidão porque ninguém precisa compartilhar de meus problemas.

Você gosta da lei e quer ser alguém que vai cumpri-lás, quer ser um juiz, certo tem o direito, só que eu quero os holofotes, ser famosa, uma artista que alegra as pessoas com peças, filmes, novelas, minha arte.

Você ama o dia, o sol, a luz que te ilumina, no entanto eu prefiro a noite, a lua e a escuridão, porque não importa o que diga ela sempre esteve comigo.

Precisa de mais? Eu acredito que não! 

Pode me pedir para pensar melhor e não fazer isso quantas vezes quiser, pode até tentar usar aquela frase clichê '' Os opostos se atraem'' ou pede tentar me manipular novamente, afinal faz isso tão bem... Mas dessa vez não vai funcionar, você não vai conseguir,  eu recobrei as rédias da minha vida, acordei desse conto de fadas , que eu nem sei o que estou fazendo no meio dessa história quem nem é minha, eu não sou a princesa e prefiro os vilões aos mocinhos.
Então esse é o fim, não o fim de um capítulo cheio de reprises, não. Esse é o fim de uma história que você queria formar, o seu conto de fada.
  
Quer uma dica?  Acorde, porque o mundo está mudando, posso não querer mudar, isso é porque eu sei o que quero e onde quero chegar, sendo assim não quero mais você na minha vida, quero você longe , Por favor não pense que te quero mal, apenas não te quero bem.

Por isso é o fim, o definitivo fim, espera que entenda e me deixe em paz.

Boa sorte!



Yeyy! Tudo bom do lado daí?  Como vocês tem passado?

Depois de um longo ''inverno'' eu voltei e pretendo continuar por aqui.(Risos)

Beijos e Fui!

Dany Danelhuk





5 comentários

  1. Olá Dany!
    Realmente as vezes vemos coisas nas penso que a nossa imaginação inventa. Isso pode nos decepcionar. Ficar com alguém que não aceita como somo e vive a tentar nos mudar realmente não nos faz bem. As vezes o melhor é terminar um relacionamento, mesmo que no início sabemos que sentiremos saudades. Porque não deu certo não significa que não queremos o bem do outro. O que mais gosto em seus textos são que, sempre acredito que alguém se identificara. Se não me identifico num ou outro, faz-me lembra duma amiga , por exemplo. Fico feliz que voltou a publicar. Parabéns pela sua escrita! Beijos'

    ResponderExcluir
  2. Oi Danny!!
    Amei seu texto. É muito complicado viver com alguém que quer nos mudar. Cada pessoa é um ser diferenciado e precisamos respeitar!! Parabéns!!
    Bjs
    https://almde50tons.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  3. Senti bastante sinceridade no seu texto, vi que é algo intimista e só vc. sentiu, portanto não vou fazer um julgamento aqui sobre isto, mas no estilo em si: eu curto estes textos parecidos como diários, acho forte, carregado de sentidos, mas nem sempre eles me tocam por que vai muito de uma questão de fase, da energia e do dia que estamos, mas achei bem escrito, a única dica que eu daria de dica é uma melhora na revisão ( pode parecer coisa mínima, mas que faz toda diferença para um blog tão bonito quanto o seu).

    Abç,

    Kelly.

    ResponderExcluir
  4. Danny, já passei por uma situação como essa é sei como é dolorosa. Acredite, as vezes o melhor a se fazer é largar. Largar esses relacionamentos (seja de amizade ou amorosos) contagiosos, largar as cobranças, largar o medom. O tipo de relacionamento que você descreveu é completamente abusivo e disso não pode sair nada de bom. Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá! Tudo bom?
    Achei o texto muito sincero, consegui sentir todos os sentimentos nele, já passei por uma situação assim, e é preciso força porque pode doer em nossa alma.
    Parabéns pela escrita, beijos.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.