Review: Coração desnudo... - Edelcio Ottaviani

Título: Coração Desnudo
Subtítulo: Sobre família e amizade à luz do cuidado de si...
Título Original: Coração Desnudo - Sobre família e amizade à luz do cuidado de si...
Autor: Edelcio Ottaviani
Gênero: Autoajuda e Reflexão, Literatura Nacional, Religiões e Crenças
Subgênero: Espiritualismo
Fixa etária:
Editora / Selo: Paulinas
Coleção: Transcender
Ano de Edição: 2014
Edição: 1
Volume: 1
Idioma: Português
Página: 256
Onde compra: Editora Paulinas

Sinopse: Em época de mídias sociais, perder tempo elaborando, lendo e relendo cartas faz algum sentido?

Aparentemente, não, mas nas entrelinhas das cartas reunidas nesta obra irrompe um espaço em prol da singularidade humana ao tocar em situações corriqueiras próprias de um ambiente caracteristicamente sem graça, o familiar. É tal proximidade que cativa o leitor. Da intensidade da dor diante da morte iminente do pai e da real percepção da finitude da vida, o autor extrai a primeira carta. Outras vieram solapando convenções próprias à "família padrão". Em hora de suprema solidão, o autor se permite um novo olhar, prenhe de vida, sobre relações já viciadas do reduto familiar e cria mais potentes relações baseadas nem tanto nos laços sanguíneos, mas em vínculos de amizade.

Em uma efetiva escrita de si, o autor se reconstrói ao procurar resgatar e entender lembranças que o tempo insistia em manter da pior maneira. É a partir de pontos de intersecção tão densos - a morte, as diferenças de ideias, a vontade de fazer-se diferente num ambiente de similitudes - que o leitor deve se identificar neste livro terno, tocante. Nele, o autor desnudou o coração para corajosamente dizer muito aos que tanto lhe significam. Esta obra é um convite a que façamos o mesmo, mas antes, muito antes mesmo de espreitarmos a morte - a morte definitiva de relações tão próximas e, não raro, já tão distantes do nosso coração.Sem sujeitar-se à mera imitação das cenas, ações ou circunstâncias, o ilustrador Sergio Ricciuto Conte identificou no espelho do autor a protagonista do livro - a busca incessante de si - e extraiu dela imagens vocativas, interrogativas, inusitadas, que enriquecem os sonhos, devaneios, conflitos e angústias próprias de quem não tem receio de descobrir como está se constituindo.

"Busquei algo que conseguisse captar a luz emotiva das relações, que pudesse dar a mesma sensação da intensidade do texto. Meus traços procuraram seguir o percurso da caneta de Edelcio, e as imagens são um pouco do que ele deseja ser a cada instante", resume Conte.

Não contém spoiler!

Esse livro é uma cortesia de Paulinas editora.

Olá!

Coração desnudo não é um livro convencional. É um livro com um conjunto de cartas escrita pelo autor para os seus familiares e amigos. Nelas ele expressa os seus sentimentos, conta sobre as memórias guardadas no coração e fala da importância de cuidar de si para cuidar do próximo.

Cada um tem a sua maneira de lidar com a perda. Edelcio Ottaviani, com o pai a dias na UTI, e chegando a óbito, encontrou uma linda maneira de lidar com essa perda, escrevendo cartas para as pessoas que são ou foram importantes em sua vida.

O que podemos notar que essas memórias não são algo extraordinário, e sim situações simples que pelos sentimentos nelas a tornaram especiais. Durante escrita da carta, contar os acontecimentos, (citado) citações doutros autores e aprendizado ganhado com a vida.

É um livro com escrita simples e que flui. Não me envolveu, mas talvez possa envolver-lhe. É um livro bom para uma leitura despretensiosa, algo mais leve. Um fato interessante é que, o autor diz que ao reserva um lugar para o livro, guarda em uma categoria de reflexão ou da sua preferência, mas não colocar na de autoajuda. Gostaria de falar mais, porém, não tenho muito o que dizer.
“…” Alguém se torna sábio quando aprende a rir de si mesmo”. Preste atenção, o que ela queria dizer é “se é sábio quando se ri de si mesmo”, de suas trapalhadas, de suas incongruências, de não se levar tão a sério. Isso torna a vida mais leve e a gente, menos pretensiosa e mais aberta ao cuidado de nós mesmo e, consequentemente, de nossa própria superação, encaminhando-nos á perfeição. […] Se hoje o faço, foi graças a muitas lições e muitos tropeços.” - página 41/42

Escrito com letras a marrom, com um tamanho excelente. Folhas amareladas. Algumas partes a escrita se diferencia de acordo com o necessário. Ao mudar de folha podemos ver uma leve marca da escrita da página anterior, nada que venha incomodar. Há diversas ilustrações interessantes. As notas são no final do livro (não no rodapé). A capa do livro é com cores mais neutras, dando destaque com cores quentes ao título e uma parte da ilustração (pipa). Mas dentro do livro há um vende intenso, dando assim um contraste bacana. Em relação à gráfica, o livro está bonito e não há nada do que reclamar.

Já conhecia esse livro? Já o leu? Não esqueça de deixar seu comentário! 

60 comentários

  1. Olá
    Não conhecia esse título, mas fiquei curiosa diante de suas impressões, apesar de seu comentário dizendo que não o envolveu, o que realmente é uma pena quando isso acontece né?! Achei interessante o fato de expressar os sentimentos de tal maneira, é bem diferenciado, apesar de toda a simplicidade exposta.
    Beijos, F

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Bom que despertou seu interesse. Realmente é diferenciado toda essa simplicidade exposta dos sentimentos o autor. Beijos'

      Excluir
  2. Oiiii,

    Eu gostei muito da premissa do livro, de cartas que expõe seus sentimentos e tal, mas incomodou muito o fato de o livro ser em formato de cartas, de toda a narrativa ser assim mesmo como um acoplado de cartas enviadas, não gosto desse tipo de escrita foi o que mais me incomodou na leitura de Simplesmente Acontece e de O Garoto da Cada Ao lado da Meg Cabot, é um formato que me irrita porque a gente não consegue ver as reações verdadeiras dos personagens, só aquilo que eles julgam necessário transmitir na carta ou no e-mail. Então mesmo que seja uma leitura leve deras que possivelmente tiram a gente de uma ressaca, eu não daria uma chance.

    Beijinhos...
    http://www.paraisoliterario.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Aninha Goulart!
      Que bom que você gostou da premissa do livro! Pena que não gosta de livros com a maior parte escrita em cartas. Ainda não li os dois livros citados, mas esse não envolve “personagens” já que é uma realidade do autor. Beijos'

      Excluir
  3. Oi.
    Eu não conhecia o livro.
    Achei a premissa bem legal. De superar o luto Flash do oh quanto ama as pessoas que são inoperantes para ele.
    Mas, duas coisas me desanimam de ler o livro agora.
    1. Estou fugindo e dramas e procurando tramas mais leves.
    2. Eu tenho dificuldade em ler livros que não apresentam uma história propriamente dita. E, pelo que li, desse livro é composto de fragmentos de historias e sentimentos. E isso não me atrai muito.
    Anotei a dica para referencia futura.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Barbara M. Cabalero! Que bom que achou a premissa interessante. Que pena que te desanima, porém, que sabe no futuro te atrai. Beijos'

      Excluir
  4. Oiii tudo bem?
    Eu realmente gostei muito da premissa desse livro e aceitaria com toda certeza a ler essa belezinha, traz assuntos um tanto atuais que a maioria das pessoas procura ignorar ótima indicação e resenha.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Morgana Brunner! Estou bem obrigada! Espero que você também esteja. Fico feliz que tenha gostado! Realmente as pessoas costumam ignora o assunto do livro, o autor não ignorar e trazer á público, isso que torna o mais interessante. Beijos'

      Excluir
  5. Hey Dayane tudo bem ? *-*
    Nunca tinha ouvido falar nesse livro, mas fiquei curiosa por falar sobre sentimentos e tal mesmo você falando que não te envolveu, irei anotar mesmo tendo problemas com livros de auto ajuda e livros escritos em cartas, muito obrigada pela dica.
    Parabéns pela resenha :)

    Beijos!
    www.pensamentosvalemouro.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Taís! Estou bem obrigada! Espero que você também esteja. Fico feliz que tenha despertada curiosidade em você. Beijos'

      Excluir
  6. Olá!!!! Amei a premissa do livro, parece ter uma essência bem peculiar e verdadeira, e preciso confessar que eu adoro livros baseados em cartas. Amei 💖
    Obrigada por nos apresentar essa obra!
    Bjoooo

    www.blogpapelpapel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Regina Medeiros! Fico feliz que a premissa do livro tenha te agradado. Eu que agradeço! Beijos'

      Excluir
  7. Muito legal a premissa do livro, acho essa forma de cartas muito gostosa de ler!
    Beijos
    Mari
    www.pequenosretalhos.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mari! Que bom que você gosta! Beijos'

      Excluir
  8. Oi, tudo bem?
    Parece ser um livro bastante interessante e confesso que fiquei curiosa. Adoro livros com cartas, acho tão lindo e tão poético! Achei a sinopse um pouco melancólica, mas sua resenha suavizou um pouco essa impressão. Doca anotada e parabéns pela resenha!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Sophia Merkauth! Estou bem, obrigada! Espero que você também esteja. Fico feliz que tenha gostado. Obrigada! Beijos'

      Excluir
  9. Olá!
    Eu achei bem interessante a forma com o autor desenvolveu essa obra e trouxe alguns sentimentos através de suas cartas aos familiares. Me parece ser uma obra bem emotiva e cuidadosa.
    Pena que pra ti não funcionou tanto essa leitura.
    Espero um dia ter oportunidade de fazê-la.
    Beijos!

    Camila de Moraes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Camila de Moraes! Fico feliz que tenha achado interessante. Ficarei na torcida para que você consiga ler. Beijos'

      Excluir
  10. Eu até curto livros de auto ajuda, mas digo que eles são um tanto difíceis de envolver o leitor,eu acho. Me interessei por esse por ser em um formato de cartas,acho que acaba deixando a leitura mais fluida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nay! Bom que te interessou. Beijos'

      Excluir
  11. Olaaa
    Achei bem bacana e parece ser bem profundo. Achei interessante a temática e o modo de ser como uma leitura por cartas.
    Dica anotada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Juliana Gomes! Fico feliz que tenha gostado. Beijos'

      Excluir
  12. Olá!
    Eu não conhecia esse livro, mas achei interessante essa questão das cartas do autor. Mas assim, eu não leria esse livro, porque não é algo que gosto de ler, não deixa de ser interessante, porque parece ser bem reflexivo, que nos faz pensar e tudo mais. Uma pena que você não tenha se envolvido, mas acho que aconteceria o mesmo comigo, ainda que seja uma leitura leve e fluida.
    Beijos,
    Nay
    Traveling Between Pages

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nayara Borges! Realmente cartas são interessante. Que pena que não é um livro que te interessa. Beijos'

      Excluir
  13. Oie, tudo bom?
    Nunca havia ouvido falar nesse livro!
    Fiquei curiosa sobre a edição e diagramação dele, porém a história ou narrativa não me encantou. Mas fico feliz que tenha gostado ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jéssica Christina! Estou bem, obrigada! Espero que você também esteja. Que bom que te despertou curiosidade, já é um começo. Pena que não te encantou, que sabe no futuro. Beijos'

      Excluir
  14. Olá Dayane, tudo bem?

    Não conhecia esse livro, é o meu primeiro contato com o mesmo. Eu achei interessante a premissa, pegaria para ler tranquilamente, só não consigo fazer isso no momento. Fico feliz que tenha gostado da leitura.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá! Estou bem, obrigada! Espero que com você também. Fico feliz que tenha achado interessante. Beijos'

      Excluir
  15. Olá!

    Não conhecia o livro, mas achei bacana. Parece ser uma boa leitura pra ser feita em dias que estamos meio tristes em que livros assim nos dão esperança e alegria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kamila Villareal! Fico feliz que tenha gostado. Beijos'

      Excluir
  16. Oi!
    Eu acho a ideia de um livro com cartas sempre muito interessante - é legal ver como cada autor consegue trabalhar de forma diferente com uma narrativa baseada em um gênero diferente do romance. Mas confesso que a capa do livro não me atraiu tanto para a leitura (estou numa fase que preciso gostar muito da capa para criar coragem para ler hahaha). Ainda assim, parece uma leitura interessante (para um momento futuro) porque esse "despertar" de lembranças do personagem enquanto escreve as cartas pode trazer várias relfexões para o leitor, né?
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Vitória Doretto! Realmente é muito interessante essa diferença e criatividade com as narrativas em gêneros diferentes. Pena que a capa não te atraiu. Muitos tem o hábito que jugar o livro pela capa — até eu às vezes — mais há livros que está muito além da capa. Sim, esse livro pode dá algumas reflexões ao leitor. Beijos'

      Excluir
  17. Olá... tudo bem??
    Não conhecia este livro, mas dá para perceber a quantidade de sentimentos envolvidos nele... eu achei a abordagem de criação através de cartas bem legal... imagino os detalhes que ele escreveu para cada pessoa que ele ama e admira... com a situação em que ele estava vivendo, realmente é um momento de sensibilidade e as pessoas precisam encontrar um meio de melhorar um pouco a dor... e a forma dele foi essa. achei bem legal e sensível. Xero!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Diana Canaverde! Estou bem obrigada! Espero que com você também esteja tudo bem! Fico feliz que tenha gostado. Beijos'

      Excluir
  18. Olá!
    Ainda não conhecia esse livro, mas confesso que não fiquei muito interessada em fazer a leitura, pois não curto muito livros compostos com carta.. Entretanto, fico contente que você tenha curtido a leitura e que ela tenha fluído para você.
    Vou deixar a dica passar, pelo menos, por enquanto.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Bruna Costabeber! Que sabe na próxima. Beijos'

      Excluir
  19. Olá, tudo bem? Apesar de aparentar ser uma leitura despretensiosa, não me chamou atenção. Aliás nem sabia que a editora lançava livos assim. Gosto muito de história que nos envolvem. Que pena que isso não aconteceu tanto quanto você. Ótima resenha!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carol Santos! Estou bem obrigada! Espero que com você também esteja tudo bem! Obrigada! Beijos'

      Excluir
  20. Olá!
    Infelizmente, esse livro não me chama a atenção, acredito que seja por causa da trama, que não é de um assunto que me interesse. Que pena que o livro não conseguiu te envolver! Ele dá a impressão que consegue fazer isso. Uma pena, mesmo.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Carolina Ramires! Que pena que não te chamou atenção, quem sabe na próxima. Beijos'

      Excluir
  21. Poxa, que pena que não se envolveu com o livro!
    Fico chateada quando isso acontece, porque até mesmo escrever sobre ele pode se tornar bem difícil né?
    Achei interessante a questão de o autor falar sobre seus sentimentos através de cartas, pois muitas vezes não conseguimos falar sobre tudo o que queremos pessoalmente.
    Ainda assim, acho que a premissa não me atrai o suficiente... Acho que não me prenderia, como também aconteceu com você...
    Um beijo

    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  22. Olá! Sua resenha despertou minha curiosidade pelo livro, ainda não conhecia e vou anotar a indicação. Espero estar lendo muito em breve, bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Lorena Caribé! Ficarei na torcida para você conseguir ler em breve. Beijos'

      Excluir
  23. Oi, Moça!
    Achei esse livro tão diferente e interessante!
    E me pareceu também que ele é muito especial pela temática que aborda.
    Falar de família, amizade e de cuidar de si, é sem dúvida algo magnífico.
    Também gostei do fato de algumas partes ser em cartas.
    Que pena que o livro não te cativou, mas você fez a resenha muito bem escrita que eu achei bem bacana.
    Valeu pela dica!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  24. Oie! Eu não conhecia o livro, mas não me interessei muito por ler. Achei legal a proposta dele de expressar seus sentimentos em relação às pessoas importantes através de palavras e atos simples e, quem sabe, um dia eu leia e goste, mas por enquanto não é uma leitura que estou buscando. No entanto, achei incrível o que você falou da importância de cuidarmos de nós mesmos para cuidarmos dos outros!

    Beijos,
    Fernanda F. Goulart

    ResponderExcluir
  25. Escrevi muitas cartas em minha adolescência, e devo dizer que sinto muitas saudades desse tempo. Adorei a premissa do livro, parece ser bem diferente do que costumo ler frequentemente, mas me despertou muito interesse. Creio que o livro é bastante especial pelos valores que traz, como família e amizade. Parece ser uma obra que transborda afeto, gostei disso.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  26. Que pena que o livro não te envolveu. Acredito que o mesmo aconteceria comigo, pois ele não faz meu gênero. Não posso deixar de negar a substância do tema, principalmente nos dias de hoje, mas infelizmente não me chamou atenção.

    Beijos

    ResponderExcluir
  27. Olá, pelo que li de sua resenha é um livro muito emotivo, mas eu não tenho o hábito de ler esse estilo de leitura, o genero espiritual não me atrais muito. Mas mesmo assim obrigada pela dica!

    Bjs

    ResponderExcluir
  28. Oie! Tudo bem?

    Não conhecia a obra, mas infelizmente não faz muito o meu estilo literário, parece ser uma obra bastante interessante ainda mais por ser composta pelas cartas que ele escreveu para seus familiares, mas eu por enquanto passo a dica.

    bjss

    ResponderExcluir
  29. O livro tem um jeito interessante, o autor usar cartas aos familiares, mas acho que no momento, assim como você eu não me envolveria com a leitura.
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  30. Oi!
    Achei a proposta do livro bem bacana, afinal escrever cartas sempre é um ato de desnudar o coração, mas acredito que se não colocadas em um ótimo contexto e serem simples cartas aleatórias o livro pode não convencer mesmo (não sei se é isso que acontece no livro, só um palpite).

    ResponderExcluir
  31. Fiquei bem interessada no livro em função dos elogios que você fez para a obra. Não conhecia o autor e já quero saber como ele trabalhou a simplicidade dos sentimentos.
    Beijos

    ResponderExcluir
  32. Oii, tudo bem? Que pena que o livro não te envolveu tanto! A premissa não me interessou, e o gênero não é dos meus favoritos, então sinceramente não sei se leria a obra. Mas parece uma boa pedida para quem curte o estilo :) Ótimo post!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  33. Oi Dayane, sua linda, tudo bem?
    Eu sou apaixonada por cartas, como romântica. Mas a forma como elas são usadas aqui é diferente. Achei terapêutico o que ele fez, ao invés de lidar com a doença, de focar em sua morte, ele estava aproveitando seus últimos dias para deixar suas mensagens aos seus entes queridos achei isso lindo demais!!!!!! Mas não há uma história aqui para ser lida, acho que é pessoal, ele deixou isso só para a família dele, por isso não leria.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  34. Oiee! Não conhecia! Acho legal livros assim. E não colocaria na categoria auto-ajuda não rs Talvez na categoria Memórias. Mas em fim, espero ter a oportunidade de ler um dia. Beijos!

    ResponderExcluir
  35. Olá, não conhecia o título, gostei da resenha e adorei a dica. Vou anotar para uma futura leitura.

    Abraços

    ResponderExcluir
  36. Olá!
    Não conhecia o livro e gostei da resenha.
    Mas não é o tipo de leitura que gosto de fazer, também não me prenderia.

    ResponderExcluir
  37. Olá
    Este titulo para mim é novidade parece ser bem bonito e sensível, é o tipo de leitura que curto fazer.
    Beijuh

    ResponderExcluir
  38. Esse livro parece ser muito bom, eu adoro quando podemos conhecer mais da vida do autor através de seus escritos.
    Bjs

    http://blog-myselfhere.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.