Sobre os estudos

    Olá meus queridos, hoje eu vim falar de um assunto que tanto me interessa, mas que ainda é o pesadelo de muitos.
    Estudar é algo muito mal visto na sociedade brasileira, algo preocupante já que isso é algo essencial para o nosso crescimento pessoal e profissional. O problema é que, geralmente, nossos pais e responsáveis muitas vezes associam essa visão pessimista à preguiça dos jovens, e não porque a escola restringe a nossa criatividade e poder de transformar o mundo.
    Até então a escola é considerada a melhor forma de medir nossos conhecimentos, mas será mesmo que ela é tudo isso? Existem coisas da vida que sequer aprendemos na escola (ou aprendemos muito pouco) e hoje são profissões de pessoas muito bem sucedidas. Temos vários exemplos disso no cotidiano, os esportes das olimpíadas, como a canoagem, desde quando alguém já ouviu falar disso dentro das escolas? A criação de conteúdo para a internet, alguns pais nem consideram isso um emprego e associam única e exclusivamente ao entretenimento. Existem vários outros exemplos, mas vamos trabalhar apenas com estes para o texto não ficar enorme.
    A questão é que, a escola ajuda sim, e muito, mas é fato que ela precisa passar por uma grande transformação e se adaptar à sociedade atual. Nós somos um dos países que mais se estudam física e matemática, por exemplo, mas infelizmente um dos que menos conhece essas matérias, o motivo? O desinteresse por algo tão complexo e que nunca será usado no cotidiano (a não ser que você seja um cientista, engenheiro, etc). E muitas vezes coisas simples dessas mesmas matérias acabam sendo esquecidas, você pode não saber, por exemplo, a cinemática que está usando para mover seu mouse, mas com certeza decorou a fórmula de Bhaskara para fazer alguma prova. E talvez seja esse o maior motivo de desinteresse dos alunos, o fato de não associar os estudos com algo do cotidiano.

1 comentários:

  1. Anônimo9:22 AM

    Sinceramente, contrario a maioria dos pontos abordados, principalmente quando tu falastes que Física e Matemática são disciplinas complexas que, após o ensino médio, não serão aplicadas no cotidiano. Poxa, isso é claramente uma falácia. Somos rodeados todos os dias por eventos físicos (a Gravidade é o principal deles), químicos (o fato de cozinhar é considerado um evento químico) e matemáticos (altura de determinado indivíduo, massa etc.). Outro ponto em que houve um equívoco: seja pública ou privada, nenhuma escola brasileira restringe a "criatividade e poder de 'transformar o mundo'" de seus alunos, afinal, isso não é uma responsabilidade da instituição, mas sim do próprio estudante. Por fim, se determinada pessoa não vê a Física no cotidiano, possivelmente ela ache que a Terra é plana.

    PS¹: Cinética, e não Cinemática.
    PS²: O Brasil não é considerado um dos países que mais estudam Física e Matemática.

    ResponderExcluir