A população brasileira tem apreço pela leitura?


Já se perguntou se os brasileiros têm apreço pela leitura? Pois bem, a cada ano são divulgadas informações que apesar de estremecerem Machado de Assis, Vinicius de Moraes e Graciliano Ramos em seus respectivos túmulos, dão a sensação de que nosso País tomou um breve e tímido fôlego de cultura. Informações que não só fornecem lenha à quase apagada chama da leitura, como também explicitam aos governantes o quão frágil é o sistema educacional brasileiro, e o quão urgentes são os investimentos neste setor. 

Divulgada em maio passado pelo Instituto Pró-Livro, o resultado da 4ª edição da pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, encomendada ao Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (IBOPE), que ouviu 5.012 pessoas, lembrou-nos de uma velha companheira que ainda nos assombra: a insatisfação dos brasileiros diante dos livros. Embora este fator seja consequência da falta de esmero de nossos presidentes – até a primeira metade do século XX cerca de 76% da população brasileira era analfabeta –, é sabido que grande parte da população brasileira prefere deixar a leitura como segunda opção quando há tempo livre, ou, de acordo com a pesquisa, em décima opção. 

Apesar de aparentarem ser uma completa tragédia, os dados divulgados demonstraram um tímido avanço: conforme o Instituto Pró-Livro, cerca de 56% da população brasileira (104 milhões) é leitora – a pesquisa conceituou como leitor todo indivíduo que leu, inteiro ou em partes, pelo menos um livro nos três meses que antecederam a pesquisa. O avanço de seis pontos percentuais em relação a 2011 indica, implicitamente, que o brasileiro lê, em média, 4,96 livros, sendo que destes, somente 2,43 são concluídos. Além disso, a pesquisa demonstrou que o ainda acanhado percentual de brasileiros que já leram algum e-book é de apenas 26%. Mas afinal, não lemos por quê?

Porque muitos de nós não possuem quem os incentive à leitura. Os professores, que deveriam ser as personagens principais, acabam, de acordo com a pesquisa, sendo coadjuvantes inimigos dos livros. Infelizmente vivemos em um país, em que os indivíduos veem os livros como fonte de aborrecimento, de cansaço. Em um país, em que muitos mentem descaradamente diante da pergunta "Você leu algum livro nos últimos três meses?". Em um país que exalta mais o futebol do que a leitura. Talvez a causa nacional desse mal não seja a falta de dinheiro, como muitos argumentam quando questionados sobre o motivo de não lerem, mas sim a preguiça. Precisamos, com urgência, pensar em formas de incentivar a leitura nos 44% da população brasileira que não veem a leitura como aliada, mas sim como vilã.

Mateus Roso

13 comentários:

  1. Concordo que as vezes os professores não incentivam a leitura de maneira mais prazerosa pro aluno. São sempre aqueles clássicos nacionais que sabemos ser de dificil deglutição. Acho que é na escola que o aluno toma gosto pela leitura. Mais enfim, acho que apesar de tudo, a cada ano que passa existe mais e mais leitores no Brasil- pelo menos na blogosfera já que aqui perto de casa é uma raridade. Kkkkkk

    beijos
    http://ventoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mateus!
    Não curti muito essa parte da matéria da pesquisa: "Os professores, que deveriam ser as personagens principais, acabam, de acordo com a pesquisa, sendo coadjuvantes inimigos dos livros".
    Sou professora de matemática e adoro ler. Sempre que encontro um aluno leitor o incentivo a ler livros que eles não faziam ideia que existiam. Não é o professor que não incentiva e sim a própria inacessibilidade de um aluno de escola pública ter condição de comprar um livro. Os livros que existem na escola são tão escassos ou pouco variados que se torna difícil inserir o hábito de leitura nos alunos. Ainda temos a existência do fator de resistências por parte dos próprios alunos. A maioria prefere estar em festas e bebedeiras do que passar um tempo ao lado de um bom livro.
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá
    Primeiramente quero dá os parabéns pelo o comentário a cima do meu (o da Crislane)
    Bem, eu sei bem como fico na esse a história das pessoas odiarem ler, afinal eu sou o contrário de vários blogueiros que conheço, que desde os 5 anos já liam livros. Só comecei a ler e me apaixonar pela mesma aos 16 anos, e hoje tenho 18, sei que a cutura de leitura no Brasil é bem frágil mas insetívos sempre são bem vindos. Gostei do post, até mais ver
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Olá,

    Falar que adoro os pontos abordados é eufemismo. Meus parabéns pela postagem, pois está belíssima é muito bem escrita.
    Sinto pena por aqueles que sabem ler, n ao fazem o uso disso. É tão edificante e trás uma sensação tão boa ler, que não consigo colocar em palavras o quanto isso é importante para mim. Leio desde os 5 anos e sou tão grata por isso. Pois, tive a oportunidade de conhecer histórias maravilhosas. Acho que para essas pessoas que não leem, o que lhes falta é o livro ideal.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Oiee Mateus ^^
    Eu fico triste sempre que vejo alguma pesquisa que aponta quão pouco o brasileiro lê. E é um pouco estranho também, porque fico imaginando como e por que essas pessoas não leem, e como conseguem ler tão pouco. Acho que a preguiça não é o principal mal, até porque sempre vemos sobre pessoas que não têm condições de comprar um livro ou até mesmo escolas que não possuem bibliotecas; se todos tivessem acesso, tenho certeza de que esses números cresceriam muito. Mas, claro, falta incentivo, não dá para negar.
    MilkMilks ♥
    Milkshake de Palavras

    ResponderExcluir
  6. Oi!

    Infelizmente o brasileiro lê pouco mesmo e por mais que incentivemos, é todo um problema estrutural e cultural. Nas escolas pouco é incentivado e dentro de caso também. Os preços dos livros também são abusivos, o que contribui para muita gente deixar de comprar um livro. Enfim, eu gostei bastante do teu post, fico feliz que houve uma pequena e singela melhora, mas ainda sinto que precisamos mudar MUITA coisa. :d

    bjs!

    ResponderExcluir
  7. Olá! Primeiramente gostaria de dizer que adorei o seu post, é um assunto realmente de extrema importância e que deve sim ser abordado/refletido. E sim, infelizmente existe uma parcela bem grande de pessoas que não tem apreço pela leitura, porém prefiro me manter positiva e pensar que isso vai mudar, mesmo que aos poucos, rs.

    Beijos,
    Blog Anne & Cia.

    ResponderExcluir
  8. Infelizmente ainda temos um abaixo indice de leitores no Brasil, acredito que poderiamos ter mais programas voltados para esse lado. Como é uma cultura que vem de anos, será difícil, mas não impossivel. Com muita luta espero que possamos mudar a mentalidade de muitos.

    ResponderExcluir
  9. Achei interessante a postagem. Mas além da inacessibilidade aos livros, porque sim, eles são caros, e a falta de incentivo - não só dos professores, dos pais também, tem a questão do gosto. Tem gente que realmente não curte ler, fazer o quê? Eu até que achei esse número bem alto de pessoas que leem. Confesso que aprendi a gostar de ler sozinha, pois nunca tive incentivo. Até li um que outro livro, mais gibis, quando criança, mas só depois de velha peguei o gosto mesmo, rs.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  10. Eu acho que... Depende. Mas não, no geral não tem apreço pela leitura, embora esse cenário esteja mudando. Vejo muitos jovens lendo!

    Acredito que o cenário possa melhorar com a mudança dos livros indicados pelos professores, o valor do livro ser um pouco menor, pois nossa população é pobre e um livro custa em média 30 reais... O que dá para uma família comer por uma semana. Claro, existem bibliotecas, mas quantas delas possuem uma boa estrutura ou livros realmente atrativos?

    Estamos mudando, acredito que logo chegamos lá!

    Abraços!
    www.asmeninasqueleemlivros.com

    ResponderExcluir
  11. Oi, tudo bem?
    Desconhecia essa pesquisa e após esse post vou procurar ler sobre todos os resultados.
    Sobre os professores serem um problema, em parte eu concordo, nunca fui estimulado a ler livros que fossem atrativos para minha idade e gosto. Simplesmente era imposto a ler "tal" livro, que geralmente era um clássico, e isso é algo bem chato quando não se tem o costume de ler.

    ResponderExcluir
  12. Oie
    é muito triste saber que não há influencia para a leitura e isso é muito nitido em nossa sociedade, eu mesma nunca fui influenciada pela escola e até mesmo pela minha própria família, foi um habito que adquiri totalmente sozinha, uma pena que muitos ainda não saibam a importância e a delicia que é ser um leitor

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Muito bacana o seu post, falou tudo! infelizmente o Brasil não é o melhor país quando se trata de leitura e cultura, mas eu vejo uma mudança significativa na população, principalmente nas crianças e espero de todo coração que em um futuro próximo, mudemos isso.

    Beijos

    http://www.oteoremadaleitura.com/

    ResponderExcluir