Resenha: O Silencio das Asas - Ton Adalcle



Sinopse: Duck Johnson possui duas importantes características: é um bom amigo e desenha bem. Não mencionarei aqui nada sobre sua corcunda ou a respeito de sua fácil forma de transpirar… Não mesmo. O garoto de cabelo ouriçado é relutante em levar chateações escolares para casa, ele prefere as jogar no mar que encontra no retorno. Aquele mesmo mar e a floresta do percurso estão carregados de mistérios. Ele ouve os sussurros noturnos e numa tranquila manhã, após a mudança para a chácara dos avós, Duck descobre segredos que o farão repensar em uma melhor forma de viver. Mas e como ficam seus avós e a resistente amizade com Enzo? E os planos de ser um desenhista famoso junto ao amigo, e as viagens tão esperadas? Essas perguntas e outras mais ele precisará responder sozinho, enquanto uma distinta flor clareia sua janela a noite inteira


Listei isso: humanos possuem mesmo uma curiosidade ilimitada.
A historia é narrada por Maya, a mãe do Duck. O livro é bem curtinho. Falta muita explicações, talvez o autor tenha a ideia de continuar o livro. Mas acredito que se o autor tivesse elaborado mais este livro e colocado menos detalhes sobre a rotina de Duck na escola e em casa e se empenhado mais em explicar sobre a dimensão Lubbus, elaborado mais como Duck conheceu a outra dimensão e soube da sua historia o livro teria mais encantamento. O autor tem potencia, a historia é fofa e tinha tudo para ser boa mas por causa das falta de explicação acabou me decepcionado. Se ele lança um segundo livro talvez responda todas as perguntas.  

Outro ponto que pode ser negativo para outro leitores, é que a historia se passa em Campinas, mas todos os personagens tem nomes estrangeiros e isso faz você esquecer que a história se passa no Brasil. Acredito que ele podia ter escolhido nomes estrangeiros e brasileiros também. Não tenho muito mais o que dizer, mas espero que possa ter uma ideia sobre o que achei do livro.  

Agora me responda ai nós comentários. Já leu este livrou ou pretende lê ?
Percebi que no fim da infância de qualquer ser, os sonhos ainda continuam a ser gratuitos e majestosos, sem nenhuma negação para barrá-los. Livres. 

4 comentários

  1. Ainda não li não , mas pela resenha e o estilo, pretendo sim! :*


    http://www.cherryacessorioseafins.com.br 💜

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simone não deixa de ler não. Beijos'

      Excluir
  2. Nunca tinha ouvido falar, mas amei!! Pretendo ler, parabéns pela resenha!
    http://menteeliteraria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lorrayne Obrigada! Lê mesmo! Beijos'

      Excluir

Tecnologia do Blogger.