Resenha: Tormenta - Lauren Kate


Olá

Atenção: Por se tratar do segundo volume de uma série, essa resenha pode conter spoilers do primeiro livro. Leia a resenha de Fallen clicando aqui.

Para entender o Tormenta você precisa ler o primeiro livro o Fallen. E como eu disse o Fallen termina com mais perguntas do que resposta. Sera que o Tormenta responde essas perguntas?

Claro o livro não vai ter dar todas as resposta de cara, falando a verdade você vai continuar com perguntas e vai acrescenta mais perguntas.

Depois de toda aquela bagunça do primeiro livro Daniel manda Luce para Shoreline, uma escola para nephilins para protegê-la. Na Shoreline estão alunos com talentos únicos: nefilins, filhos ou descendentes de relacionamentos entre anjos e mortais… 
Mas com ajuda do Sr.Cole e de sua amiga Calie, ela continua mentindo pro seus pais dizendo que ainda estar na Sword & Cross. Daniel prometeu que ela estará segura na Shoreline, protegida daqueles que querem matá-la. 


Daniel se une à Cam na luta contra os párias que querem Luce. Nas poucas vezes em que se encontram, ele e Luce brigam. Discussões sobre ele omitir informações sobre o passado de ambos.
Na Shoreline Luce conhece Miles e Shelby, de quem se torna amiga. Na escola  Luce descobre o que as Sombras que a seguiram durante toda a sua vida o que significa, e como manipulá-las para ver dentro de suas outras vidas. Ela começa a aprender a utilizar as sombras como janelas para suas vidas passadas.

Quanto mais a Luce aprende sobre si mesma, mais ela percebe que o passado é sua única chave para desbloquear seu futuro… e que Daniel não lhe disse tudo. E se a versão dele do passado não é bem como as coisas realmente aconteceram… Logo Luce está certa de que Daniel está escondendo um segredo mortal, e começa a questionar as consequências desse amor proibido.
Ela não estava com frio nem com medo. Sentia-se livre de tudo o que a atormentava na Terra. Livre de perigos, livre de qualquer dor que já sentira. Livre da gravidade. E tão apaixonada. Os lábios de Daniel traçaram uma linha de beijos até o lado de seu pescoço. Ele apertou os braços em volta da cintura dela e virou-a para que o encarasse. Seus pés estavam em cima dos deles, como quando dançaram sobre o oceano na festa da fogueira. Não ventava mais, o ar em torno deles era silencioso e calmo. Os únicos sons era as asas de Daniel batendo enquanto eles pairavam no céu , e o das batidas de seus coração.
" Quantas vidas você precisa viver antes de encontrar alguém que vale a pena morrer? "

0 comentários

Tecnologia do Blogger.